quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

"Torrentes de Paixão" (1953)

(Niagara) De Henry Hathaway, Com Marilyn Monroe, Joseph Cotten, Jean Peters, Max Showalter, EUA - Suspense - Cor - Fox - 1953.

Ray Cutler (Showalter) é um jovem publicitário de Ohio que ganha uma viagem a Niagara Falls afim de conhecer a sede da empresa que trabalha , ali hospeda-se juntamente com sua esposa Polly (Peters) em um acampamento as margens das belas cataratas. No entanto, o que era para ser dias de descanso e lazer torna-se um verdadeiro pesadelo à medida que se envolvem com o estranho casal Loomis (Monroe e Cotten) que também encontram-se hospedados ali. Marilyn Monroe já havia feito pontas em diversos filmes mas ainda não era uma estrela. Estando sob contrato com a Fox ela já havia estrelado no ano anterior o pesado melodrama Almas Desesperadas ao lado do astro Richard Widmark, suas atuações ainda eram superficiais e seu nome crescia em Hollywood graças a seu Sex Appel e a sua forte presença nas telas. Em Torrentes de Paixão Monroe interpretou talvez seu personagem mais forte, uma vulgar e adultera esposa. Pesado e com sequências completamente clichês, o filme (salvo por sua boa equipe técnica e elenco) de longe poderia ser classificado como um esquecível filme B. Embora tenha sido filmado em Technicolor, alguns momentos lembram muito os policiais Noirs dos anos 40. Visto hoje não restam duvidas que só resistiu ao tempo graças à presença do mito MM. 

✩✩✩

Rose Loomis vive uma conturbada relação com o esposo George
E esconde de todos um grande segredo
Os Cutler desfrutam enquanto podem a estadia nas margens das cataratas 
Rose  pede para que lhe toque uma música
E canta apaixonadamente Kiss me irritando seu neurótico marido
Após quebrar o disco, George recebe os cuidados de Polly
Diante das crises do esposo, Rose decide dar um basta na situação
Mas seus planos não saem como o planejado
 E George passa a aterrorizar a todos com sua sede de vingança 
Levando Rose 
E todos os envolvidos a beira da loucura
Mais linda do que nunca, Marilyn Monroe é Rose Loomis
Cena das filmagens feita em locação na cidade canadense de Niagara Falls
Cartaz original do filme

12 comentários :

  1. Mesmo assim eu acho um grande acervo, mas de fato a presença da estrela faz a diferença.

    De todos da Monroe, é um dos que preciso rever.
    Ano decisivo para ela com os clássicos "Os Homens Preferem as loiras" e "Como Agarrar um milionário", creio que este é mais cult, eis também um certo distanciamento.

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Praticamente, não hão há um filme de Marilyn que não seja ruim, mas este comprova ser um clássico absoluto, com uma ótima trama e um desempenho formidável da atriz. Aqui, Marilyn não faz um papel nada ingênuo e nem tampouco idiota, fora do esterótipo injusto que muitas vezes a mídia (burra) impregnou sobre a atriz.

    Abraços e bom fim de semana

    Paulo Néry
    http://www.articlesfilmesantigosclub.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o filme e nunca assisti uma produção com a Marilyn Monroe. Mas vou tentar assistiu algum esse ano. Estou com uns filmes antigos em casa.
    Vou add esse na lista. O enredo tbm é intrigante.

    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  4. Mesmo sendo Marilyn quem chama a atenção no filme, e com razão, eu sempre aprecio as atuações de Joseph Cotten, um ator quase esquecido que participou de vários clássicos maravilhosos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto. Essa ideia de abraçar os filmes antigos é fenomenal. Gosto dessa ideia nostálgica. Um abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Jefferson, olha eu nunca tinha ouvido falar nesse filme, mesmo sendo com a desconhecida (rsrs) Marilyn Monroe, mas depois de seu popst fiquei com vontade de ver! vou procurar por aí!

      quanto ao box da Bette Davis, olha tá meio difícil de compra-lo agora, mas assim que as coisas desapertarem, quem sabe?

      aparece lá! http://monteolimpoblog.blogspot.com/

      Excluir
  6. Ahh Jefferson!
    Eu sou suspeita pra falar sobre os filmes da Marilyn Monroe. Este é mais um dos muitos que está na lista dos meus preferidos dela. Como ela era linda, não? Uma pena que tenha nos deixado tão cedo e de forma tão trágica. E com um elenco desses o resultado não poderia ser outro... um clássico!

    ResponderExcluir
  7. É um suspense fraquinho - o Hathaway nunca foi um grande diretor -, mas a fotografia é linda e a Marilyn está muito sexy.

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  8. Ola,excelentes tuas postagens.Vi este filme e gostei muito.Lindas as fotografias de Marilyn.Grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Valeu Galera, conhecer as diferentes opiniões é o que me move.... abraços

    ResponderExcluir
  10. Mesmo com cara de filme B, a trama é interessante e vale pela Marilyn no auge da beleza.

    Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...